programa de 

Finanças pessoais

Economia Comportamental Aplicada

Objetivo

Conscientizar, educar e capacitar as pessoas para que possam alcançar o bem-estar financeiro.

por qUê?

Estudos sobre o impacto de finanças pessoais sobre o ambiente de trabalho têm demonstrado que indicadores de performance como produtividade, absenteísmo e rotatividade são impactados pelo bem-estar ou falta de bem-estar financeiro.

fORMATO

3 Encontros Presenciais

4 Horas por encontro

Sessão para Tirar Dúvidas (FAQ)

20 Participantes por Turma

MÓDULOS

  • Meus Valores

  • Sonhos e Planos

  • Influências

  • Salário e Etc.

  • Minhas Despesas

  • Meu Orçamento

  • Juros, Bom ou...

  • Tchau, Dívidas!

  • Suficiência

economia comportamental

Tendência de pensar no dinheiro em termos do valor numérico ao ínves do poder de compra.

Ilusão do Dinheiro

Tendência de sentirmos a dor das perdas mais fortemente do que o prazer do ganho.

Aversão a Perda

Tendência a inércia diante de decisões difíceis ou uma sobrecarga de informações e escolhas.

Opção Padrão

 Tendência de supervalorizar suas próprias habilidades, aumentando o risco de descolamento da realidade.

Excesso de Confiança

Tendência de diminuir a dor da perda, aumentando o tempo entre consumo e pagamento e reduzindo a atenção necessária para comprar.

Dor de Pagamento

Tendência de tomarmos decisões com base em comparações quando temos dificuldade em estabelecer um valor absoluto.

Relatividade

NEUROCIêNCIA

Nossas decisões são o resultado da interação de dois sistemas de processamento funcionando em nosso cérebro.

  • Rápido 

  • Inconsciente

  • Automático

  • Decisões do dia-a-dia

  • Suscetível a erros

  • Emoção

sistema1-e-2 transparent rabbit (1).png
  • Lento

  • Consciente

  • Provocado

  • Decisões complexas

  • Confiável

  • Razão

sistema1-e-2 transparent turtle (1).png